EDUEPB

EDUEPB

Editora da Universidade Estadual da Paraíba

Estudantes da cidade de Lagoa Seca conhecem processo de produção de livros da Editora da UEPB

10 de agosto de 2017
Clique para exibir o slide.

Um grupo de alunos da Escola Municipal José Gomes, da cidade de Lagoa Seca, visitou a Editora da Universidade Estadual da Paraíba (EDUEPB), na manhã desta quarta-feira (9) e conheceu como funciona o processo de edição e confecção de livros produzidos pela Instituição. Eles foram recebidos pelo diretor da Editora, professor Luciano Nascimento Silva, que elogiou a iniciativa.

A responsável pela visita foi a professora de português Elizete Amaral de Medeiros. Elizete, que é revisora linguística da EDUEPB e também escritora, acredita que esse trabalho pode permitir que seus alunos tenham mais motivação para ler. Ela fez questão de mostrar a eles a importância da leitura. Acompanhados da diretora da escola, Maria Aparecida dos Anjos Lima, e do coordenador do Ensino Fundamental II, professor Manuel Pereira Neto, os estudantes vivenciaram uma aula diferente e obtiveram conhecimentos que os incentivarão a adquirir o hábito de ler.

Os estudantes foram inicialmente instruídos com as primeiras informações acerca do processo de produção de livros e em seguida conheceram as dependências da editora. Os funcionários descreveram os procedimentos de suas atividades permitindo assim entender como funciona o trabalho de edição de um livro. O estudante Jefferson Pereira exaltou a importância desse tipo de evento, já que, segundo ele, a partir do que aprendeu na vista ele pode expandir o horizonte de conhecimentos e facilitar a escolha de sua futura profissão.

Durante a visita, a diretora da escola recebeu uma doação de livros do diretor da editora, Luciano Nascimento. “A doação de livros para a Escola Municipal José Gomes traduz o papel da EDUEPB, no sentido de cumprir a sua função pública de distribuição do saber, do conhecimento, da ciência e da cultura. Somos uma editora universitária que tem como premissa fundamental a expansão das teorias do saber”, afirmou Luciano.

Texto e fotos: Edvânia Barbosa